A partir dos dois anos, as crianças encontram-​se num período de mudança, onde procuram novas experiências, exploram o mundo e aquilo que os rodeia, começam a ter vontades próprias, descobrem o que podem, ou não fazer e testam limites. É nesta fase do desenvolvimento que começam a surgir as primeiras birras!


E o que são as Birras?
As birras são episódios emocionais, breves mas muito intensos, caraterizados por serem desorganizados, explosivos, impulsivos e fora do controlo das emoções. É através das birras que a criança exterioriza, de forma saudável, as suas emoções, os seus sentimentos, as suas vontades e as suas necessidades.
“Não, eu não quero vestir-​me!”
“Não, eu não quero comer isso!”
“Não, eu não quero emprestar os meus brinquedos!”
“Não, eu não quero ir para a escola!”
“Não, eu não quero vestir o pijama!”
“Não, eu não quero ir para a cama!”
(…)
Entre os 3 e os 5 anos as crianças têm birras muito intensas todos os dias, no entanto é esperado que estes comportamentos diminuam ao longo da infância. Quando isto não acontece as birras podem representar um problema para os pais, para a escola e para a própria criança por serem intensas, duradouras, frequentes e difíceis de controlar pelo adulto.
Na Consulta das Birras, os pais conhecem o desenvolvimento da criança, aprendem quais os principais fatores que desencadeiam a birra e adquirem ferramentas para intervir face a essas situações.
É importante procurar ajuda, sobretudo quando a birra tem impacto na relação da criança com os pais ou com os irmãos, na relação conjugal, na relação desta com a comunidade e no seu futuro. É objetivo desta consulta, construir uma nova forma de lidar com os filhos e adotar atitudes que promovam comportamentos adequados e positivos.

Rua da Estrebuela, nº 106, 4580–091 PAREDES
geral@​institutododesenvolvimento.​pt
TELFS: 255 401 557 | 967 688 612 | 929 065 841

Declaração de Privacidade

© 2016 — Instituto do DesenvolvimentoJoomla Templates.